5 tendências jurídicas que a sua organização deve monitorar

Compartilhe

A expressão transformação digital é, sem dúvidas, um dos conceitos de maior destaque no universo corporativo nos últimos anos. Acelerados pelo período de pandemia, no qual mudanças drásticas e repentinas exigiram grande capacidade de adaptação e versatilidade das organizações, os processos de digitalização e inovação corporativa ganharam espaço em organizações de todos os segmentos e portes. Isso inclui os ambientes legais, de setores jurídicos nas empresas a departamentos em órgãos públicos, passando pelos escritórios de advocacia.

De fato, para manter-se relevante em um contexto cada vez mais acelerado de mudanças e novas ferramentas, é preciso estar atento às tendências de mercado mais recentes, para conhecer, entender e aplicar as técnicas, metodologias e recursos disponíveis. Afinal, as inovações tecnológicas e processuais no meio jurídico são importantes aliadas para o desenvolvimento do setor. Confira, a seguir, cinco exemplos de tendências que merecem atenção especial da sua organização nos próximos anos.

1. Inteligência artificial e automação para controle de processos e documentos

A utilização de soluções de automação e IA para gestão, controle e análise de processos e documentos já é uma realidade. Com a democratização de soluções digitais neste sentido, cada vez mais empresas vêm usando este tipo de ferramenta, e não seria diferente no segmento jurídico. Ao promover a automação de atividades operacionais, as empresas podem ampliar a produtividade ao liberar o tempo das equipes para atividades estratégicas.

2. Business Intelligence e análise de dados legais em escritórios de advocacia

Conectado ao primeiro tópico, o grande volume de dados gerados em soluções e ferramentas digitais é um importante aliado em momentos de tomada de decisão. Ao captar, monitorar, analisar e interpretar os dados legais gerados por cada processo automatizado, é possível promover a inteligência de negócios com decisões mais assertivas, pautadas em dados tangíveis e mensuráveis, ao invés de intuição e “achismo”.

3. Legal Design e criatividade na produção de documentos corporativos

A tendência do Legal Design diz respeito a um aspecto presente em todos os ambientes jurídicos: os documentos. A proposta do novo conceito é que a eficácia e aderência desses arquivos tendem a aumentar quando eles são estruturados de maneira mais dinâmica, com o suporte de recursos visuais (cores, ícones, infográficos, tabelas etc.) e textuais (títulos em destaque, tipografia específica, negrito estratégico etc.), ao invés dos tradicionais blocos de texto monocromáticos, que dificultam a leitura e compreensão.

4. Ascensão da importância do compliance para clientes e escritórios

Os conceitos de ESG e compliance estão em voga a nível global. Porém, são termos que não se aplicam somente às grandes empresas multinacionais, indústrias de grande porte ou afins. Na prática, são questões necessárias para todo e qualquer tipo de negócio, inclusive para escritórios de advocacia. Para atender clientes neste estilo, inclusive, será cada vez mais importante garantir que a estrutura do seu negócio esteja alinhada às melhores práticas de compliance.

5. OKRs e outras metodologias inovadoras de gestão de projetos e resultados

Gerenciar os projetos, processos, equipes e resultados em ambientes legais também é um desafio no qual a tecnologia vem desempenhando um papel crucial. Não necessariamente com sistemas digitais, mas sobretudo com ferramentas e metodologias de gestão. Uma delas são os OKRs — Objectives and Key Results (ou, traduzindo, Objetivos e Resultados-Chave). Trata-se de uma metodologia simples e eficiente para definição e acompanhamento de metas e objetivos, utilizada por empresas de todo o planeta.

Em síntese, monitorar as tendências jurídicas em destaque é um importante passo para implementar e consolidar a transformação digital em sua organização. Nem todas as tecnologias e processos se aplicam a todos os contextos, mas é essencial conhecer as ferramentas disponíveis para, assim, identificar quais melhor se adaptam às necessidades e objetivos de cada negócio. Opções não faltam, e a tendência é de que novas possibilidades surjam a cada dia. Daí a importância de se manter conectado ao presente e, consequentemente, ao futuro.

Utilizamos Cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.